Quinta-feira, 16.12.10

Céu azul...

 

 

 

        

 

    A Terra do Plátano ficou para trás, depois foram cinco dias babysitting, mais cinco aqui ao lado do Tejo com céu azul e a Ponte ao longe…amanhã regresso a Montreal. A viagem é longa, mas já que não posso ficar estou desejosa de voltar à Sherbrooke Street na Terra dos Plátanos, agora já coberta de branco!

 

      

publicado por naterradosplatanos às 11:49 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 12.12.10

Hoje fomos ao Circo!

 

 

 

 

     

Fazia parte do serviçode babysitting levar as três crianças ao circo pois a empresa do Jorge ofereceu bilhetes às crianças e a quem as acompanhasse. Como os pais foram para Roma eu e a Lena lá nos aventuramos a leva-los.

Eu acho que nunca mais fui ao circo desde que deixei de ser criança. Agora podem perguntar: e nem mesmo com os teus filhos? È verdade, mas nem por isso eles deixaram de ir, na idade própria, pois lá estava a tia Lélé que os levou ao Coliseu e além disso já foram do tempo que a Escola também os levava…

Assim passaram-se mais de 50 anos em que eu não entrava debaixo da cúpula de um circo e  mesmo estando em Montreal, cidade do  Cirque du Solei nunca senti vontade de ir vê-lo. Daqui se conclui que realmente não aprecio muito este tipo de espectáculo.

 Evidentemente quando criança tudo aquilo me fascinava, desde os vestidos de lantejoulas das trapezistas, passando pelas feras e sobre tudo os pelos palhaços, o Palhaço Rico e o Palhaço Pobre que, coitado, sofria sempre os estalos do primeiro o que nos arrancava grandes gargalhadas! O circo de hoje tinha palhaços, mas não daqueles!

  

 O Circo Chen estava na antiga Feira Popular, o dia estava chuvoso e o Circo absolutamente superlotado de crianças e de pais. Não fiquei convencida que os meus netos se deslumbrassem tal como eu e os meus irmãos nos deslumbrávamos na nossa meninice. São os tempos actuais em que a Televisão mostra tudo e inclusivamente explica os truques dos mágicos : como um homem atravessa uma parede de betão ou o homem que é serrado ao meio sem deitar gota de sangue… uma pena pois a magia do homem que faz sair o coelho da cartola perdeu-se irremediavelmente.

Claro que, como tudo, também o circo é mais ou menos mágico, tudo dependente dos olhos de quem o vê, porém  ele continua a ser um ex-líbris do tempo de Natal!

 

Interrompi este mail que agora recomeço porque entretanto tocou a campainha que anunciava os pais das três crianças…

 

publicado por naterradosplatanos às 23:32 | link do post | comentar | ver comentários (7)
Sexta-feira, 10.12.10

Babysitting em Setúbal ...

 

 

 Estou em Setúbal prestando serviço de  babysitting enquanto a Patrícia e o Jorge gozam umas merecidas férias em Roma.

Digo que estou a prestar um serviço e não como avó porque é suposto que uma avó faça todas as vontades aos netos o que não é o caso pois, mais ou menos, continuam a imperar as regras dos pais. Isto é, sopa a todas as refeições, comer o que vem para a mesa, incluindo salada, deitar às horas estipuladas etc.etc.

 

Há já muitos anos a minha amiga Mª Antónia contou-me que um dia a filha ainda miúda lhe tinha dito que era péssimo ter uma mãe  professora! Os meus netos nunca verbalizaram esse inconveniente mas provavelmente também já pensaram que nem sempre é agradável ter uma avó ex-professora, que sempre se habituou a ser obedecida!

 

 Bom, mas nem tudo passa pela avó, a minha irmã vai adoçando as ordens menos agradáveis! Para verem como eles o entendem aqui transcrevo a observação feita pela Raquel, há uns dois anos para explicar a diferença entre a avó e a tia. Dizia ela para a amiga: - sabes o que a minha avó diz é para obedecer, mas com a minha tia é nha, nha, nha… Isto diz tudo, não diz? Portanto não é de admirar que quando eu venho cá a casa eles perguntem de imediato: - e a Lélé não veio?

Eu não sou ciumenta e vendo bem até dá muito jeito!

publicado por naterradosplatanos às 18:35 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 06.12.10

Natal antecipado em dois dias de saudável confusão!

 

 

A Terra do Plátano ficou para trás, os dias lá passados foram tão poucos que nem deram para ver todas as amigas!!

Na realidade, além de nos inteirarmos de como a nossa casa se comportou na nossa ausência, a nossa ida lá foi também motivada por nos podermos juntar todos para um Natal antecipado.

 Como compreendem 5 netos já é alguma coisa e como tal houve alguma confusão, mas uma confusão saudável e que todos compreendem. Claro que me lembrei dos natais em Bragança não só de quando eramos pequenos mas sobre tudo quando ia lá com os meus filhos. Relembrei as correrias que os meus 3 + 2 do meu irmão faziam naquele corredor e o silêncio que se fazia quando o Pai Natal tocava lá em baixo!

Tudo isso já lá vai há muito tempo e reconheço que não sou uma avó com o entusiasmo natalício da minha mãe. Porém, se formos a ver bem, hoje as crianças começam a ver o Pai Natal logo pelo final de Outubro e acho que a magia do antigamente se perdeu um pouco por isso mesmo.

 

Houve presentes e nós recebemos um que eu adorei, falarei disso mais tarde. Quem não esteve presente pode tentar adivinhar.

publicado por naterradosplatanos às 17:50 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Quarta-feira, 01.12.10

Madruga e verás, trabalha e terás.

 

 

    

   

 Sempre gostei muito de azulejos e até me atrevi a pintar alguns quando na minha escola havia essa actividade, talvez por isso ao longo dos anos que aqui estamos tenha vindo a colocar, aqui e ali alguns nasparedes das minhas"sete quintas". Acho que este gosto me vem do tempo em que muito miúda  eu e os meus irmãos, levados pela mão do meu pai, iamos à quinta de um senhor seu  amigo  que se chamava Álvaro Pinto. Ele normalmente vivia em Lisboa e a quinta era puro recreio, talvez por isso nela tudo era bonito, a casa era rodeada por um enorme pátio  e nas paredes havia azulejos...depois tinha um tanque com peixinhos vermelhos que, como compreendem, eram o nosso encanto. O tanque por sua vez tinha em volta uma fiada de azulejos coloridos mas de pequena dimensão, que representavam profissões e que mais tarde vim encontrar no jardim escola dos meus filhos aqui em Portalegre ( o edifício é da autoria de Raúl Lino e como tal não admira que tenha estes pequenos pormenores!)

Quem me terá mandado madrugar?

 

  

 Aqui vão os meus

 

 

 

 

           

 

 

 

 

 

        

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

tags:
publicado por naterradosplatanos às 18:55 | link do post | comentar | ver comentários (6)

mais sobre mim

Dezembro 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
22
24
25
26
28

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO