Quarta-feira, 15.09.10

O que perguntará...?

Hoje não tive nenhuma ideia especial para o post!

Quando ia na rua vi uma manifestação que daria um óptimo assunto, mas como os manifestantes não passavam de uma dúzia não me atrevi a tirar fotografia e, sem documentar o que escrevo não acho interessante. Já agora digo do que se tratava: uma dúzia de chilenos com meia dúzia de cartazes (grandes em tamanho) manifestava-se a favor de um índio chileno que está preso…no Chile! Não percebi a quem se dirigia a mensagem.

 

Já que isto não dá assunto resolvi ir ao meu arquivo fotográfico em busca de ideias. Aqui vai:

 

O QUE PERGUNTARÁ AQUELE LINDO CESTO DE FLORES?

 

Aceitam-se sugestões que terão um prémio mais real e que depois direi qual é. Fico à espera das vossas respostas.

 

publicado por naterradosplatanos às 23:12 | link do post | comentar | ver comentários (15)

Ontem parece que não fui muito explícita...

Parece que ontem não fui muito explícita, vamos ver se hoje me explico melhor.

 

 Aqui no Quebec há paralelamente duas escolas: A Escola em língua francesa em que o ensino da História, Geografia, Matemática etc é feito em lingua francesa e onde há obviamente a disciplina de Inglês; a par desta há a Escola em língua inglesa onde a História, Geografia, Matemática...são lecionadas em língua inglesa e onde há a disciplina de Francês obviamente.

 

Compreendido?

A tal amandement 101 obriga a que todos as crianças e jovens de pais imigrantes e que vêm iniciar a escola no Quebec só o possam fazer nas escolas de ensino em Francês! Também os filhos de pais canadianos que eles próprios fizeram a escolaridade em Francês são obrigados a dar aos filho a escolaridade em francês.

 

 Claro que se os pais tiverem dinheiro podem contornar a situação e inscrever  os seus filhos numa escola particular com ensino em língua inglesa, com a possibilidade de num futuro conseguirem lugar numa escola pública em língua inglesa, são aquilo a que os jornais chamam escolas passerele!

 

 Um dia destes precisei de ir ao dentista e fui atendida por uma jovem  que era com certeza filha de pais imigrantes, talvez indonésios, malaios ou desses lados (pelos traços da cara). Observou o meu dente e fez-me as perguntas que  era suposto fazer mas em francês. Porém como o meu francês, só já dá para entender o que me dizem mas não dá para falar, sobretudo numa situação em que é necessário ser-se preciso, então pedi para falar em inglês. Com alguma admiração minha a simpática dentista foi chamar uma colega para servir de interprete! Essa jovem foi de certeza uma das crianças que foi obrigada a seguir a escola em língua francesa!

Também agora compreendo porque todos os institutos de línguas oferecem tantos cursos intensivos de inglês mais a mais e, segundo o que li nos jornais, os empregadores, aqui no Quebec, pagam muito acima da média aos que sabem inglês fluentemente.

 

Bem pode, o Partido separatista do Quebec lutar para dar a primazia ao francês, porém o esforço não parece ter grande sucesso!

publicado por naterradosplatanos às 00:38 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim

Setembro 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
17
19
21
27
28

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO