Quinta-feira, 29.04.10

30 de Abril de 1980 às 8h 30m

 

 

      

Hoje não vou escrever sobre o que vi ontem ou há uns dias atrás mas do dia do título do post…

 

      

Era rosado, loirinho mas ainda não dava para ver a cor dos olhos que mais tarde se veio a constatar que eram esverdeados. O cabelo que era então loiro era também todo levantado o que lhe dava um certo ar de porco espinho dos desenhos animados. Quando começou a sorrir e porque o fazia logo que alguém se aproximava, os irmãos passaram a chamar-lhe smile o que vim a proibir já que eu lhe tinha escolhido o nome com tanto cuidado! Depois foi crescer sempre com aquele cabelo arrebitado e que eu fazia questão de manter tal era a graça que lhe dava. Andou e falou cedo embora a palavra frigorífico fosse um tormento para ele.

 

  Aí pelos 5 anos perguntou-me se havia varinhas mágicas, eu respondi que não, que isso eram coisas de histórias de fadas, ele contrapôs que sim que havia (e eram aquelas de que falei no meu segundo post). Também por essa altura um dia com um ar aflito, disse-me que tinha a cabeça cheia de pensos (queria ele dizer pensamentos) e o caso não era para menos! O penso que então o atormentava no momento era como é que a água apagava o fogo e o fogo derretia o gelo, convenhamos que para um garoto que pensava e nunca tinha estudado Física pudesse ser difícil de compreender. Muito antes de entrar na escola disse à Avó Alice ( foi ela que mo contou) que quando soubesse o nome de todas as letras ficava logo a saber ler e na realidade assim foi!

 

Algum tempo depois indagou-me sobre de onde tinham vindo os primeiros Homens. À minha explicação da teoria de Darwin (neste caso no sentido inverso) e sempre com um porquê a pedir mais explicação, (já que eu só respondia ao que ele me questionava), cheguei ao caldo cósmico. Depois de breve reflexão diz-me: pois, pois, todos viemos da água!!

 

Claro que não vou aqui contar mais gracinhas de um garoto loiro de cabelo cortado à escovinha e depois as observações mais sofisticadas de um adolescente…fico-me pois por aqui.

 

Para o meu querido que hoje faz prova do que então se anunciava, todo o êxito que ele merece.

 

publicado por naterradosplatanos às 23:25 | link do post | comentar | ver comentários (7)
Domingo, 25.04.10

In stand by

 

 

O blog “ Na terra do(s) Plátano(s)” estará sem publicação de posts  até 30 de Abril por motivos alheios à sua autora.

 Regressará exactamente aqui  nesse dia, don’t miss  30 de Abril!

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 02:24 | link do post | comentar
Sábado, 24.04.10

Porque hoje é sábado e amanhã domingo

 

 

 

 

 

 

 

 

A Primavera está a chegar com pezinhos de lã… Deixo-a convosco este fim de semana.

 

 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 00:23 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Sexta-feira, 23.04.10

Não é que ainda a usam!!

 

 

 

 

Por aqui, neste caso Montreal o vírus da gripe N1H1  deve ter tido grandes hipóteses! Claro que o tempo dela já deve ter passado mas, aquela água, deve ter sido um excelente “caldo de cultura” para o dito (virús). Aquela água há muito que não deve ter sido mudada, mas que é usada é, porque eu vi!

As minhas deambulações pela cidade levaram-me a entrar na Catedral Marie-Reine du Monde (segundo a informação a maior igreja católica da cidade). Respeitosamente entrei e logo  me deparei com duas enormes conchas, assentes num pedestal. Eram daquelas brancas, nacaradas (de seu nome científico giant clam ), porém (como podem constatar pela fotografia) cheias de um líquido já amarelado e  que com toda a certeza era água e benta! Digo que era benta porque vi duas piedosas senhoras (uma delas talvez na casa dos trinta) que se abeiraram, molharam a ponta dos dedos e fizeram o sinal da cruz!!!!

Será que aqui não chegou a invenção (tal como a nossa TV nos mostrou) de “dispensadores” da santa água a um simples aproximar da mão do(a) crente? Lembro-me que foi lá para o Minho que mostraram a novidade quando do nosso surto de gripeA.

Podem crer que para mim foi um choque e o facto me deixou a pensar no assunto…isto tem algo de medieval em pleno século XXI e… num país do 1º Mundo!  *4

 

 

publicado por naterradosplatanos às 01:44 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Quinta-feira, 22.04.10

esqueci-me dos * s

Há dois dias que me esqueço de incluir o * e o nº no fim do post como vos disse que iria fazer.

Aqui vão:

 

  • ontem 2*
  • hoje 9*

Já agora vos digo que o nº de * s depende do sítio da cidade por onde me passeio.

publicado por naterradosplatanos às 00:17 | link do post | comentar
Quarta-feira, 21.04.10

A rainha ( a Elizabeth ) está por aqui!

 Sim, The Queen está permanentemente aqui!

 

Entre as muitas coisas que fazemos quando vamos além fronteiras ( além  procurar o cafezinho de que já falei) é estudar a moeda. Porém agora para nós, desde que viajemos no espaço da moeda única, isso deixou de constituir problema e havendo 16 países a usa-la, ainda temos muito por onde viajar sem nos preocuparmos! Mas fora isso temos realmente que dar alguns minutos de atenção a este assunto… assim sendo logo que fiquei por minha conta aqui na Downtown  e com algumas aquisições a fazer( incluindo a dita varinha mágica) resolvi dar-lhe alguma atenção. O tamanho está relacionado com o valor, constatei eu. Quanto à cor já não é bem assim, as de “cobre”( ponho entre aspas pq a cor é essa mas não faço ideia da composição) são de $1 enquanto as de $0.25 são de “prata” reluzente e depois os $0.1 ou $0.2 igualmente acobreadas. A de $2 dólares é como a nossa de 2€, rodelas de “prata” e “cobre”. As notas são vulgares.

 

Observando o que nelas estava cunhado, verifiquei que a de um dólar tinha um pato a de vinte e cinco cêntimos um alce a de cinco cêntimos um castor e a de um a folha do “acer” ( no meu 1º post fala-se da confusão com o plátano).  Estão-me a imaginar? Moedas na mão esquerda e indicador direito fazendo-as passar de um lado para o outro… e é então que tomo consciência que a rainha, melhor as sua efigie  estava ali dentro da minha mão!

 

 Pois, é lugar comum dizer-se “toda a moeda tem duas faces” , e da parte de trás da do alce, do castor do pato, da folha lá está sua Majestade a rainha não a Elizabeth de hoje ( que por ela também o tempo passa) mas a de quando estava nos twenties ou thirthies, exactamente a mesma que vemos nos selos de quando recebemos um postal Inglaterra.

 

O post já vai talvez demasiado longo, mas ainda quero dizer que investiguei o assunto. O que justifica este facto, é eles pertencerem à Commonwealth e a Constituição prever essa “vassalagem” . No entanto o seu máximo traduz-se na existência de um Governador- Geral representante da Rainha de Inglaterra no Canadá (personalidade cujo nome está a ser anunciado dentro de dias)!!

 

 

Só não consegui apurar se os canadianos contribuem com os seus $$$ para o Palácio de Buckingham.

publicado por naterradosplatanos às 22:46 | link do post | comentar | ver comentários (4)

telefones antigos

 

Quando lerem o título deste post ficarão de certeza com a curiosidade de saberem o que tem a ver o telefone antigo com a minha estadia no Canadá!

 Vejamos, lembram-se daqueles telefones antigos do tempo em que o nº do telefone tinha apenas três dígitos? O da mamã era o 178 e o da vovó 219.

 Nessa altura se queríamos fazeruma chamada tinhamos que pedir à telefonista o nº para o qual desejavamos ligar. Feita a ligação e já nós de conversa com quem estava do lado de lá, eis senão quando ouvíamos um quase inaudível click… e isto que significava? Significava que aquela telefonista era curiosa!

Mas, e então, mais uma vez o que tem isto a ver com a minha estadia por estas terras? Tem, e aqui vão as minhas suspeitas…alguém do lado de lá desta “linha” está a ler os meus posts e “desliga” sem dizer nada!

Já repararam que tenho comentadores tão interessantes?

Vá lá amigas não “desliguem” mesmo se não gostarem da “conversa”, façam um esforço e digam que não gostam.

Um abraço para todas aquelas que estão no papel das antigas telefonistas que tantos serviços me prestaram.

publicado por naterradosplatanos às 12:49 | link do post | comentar | ver comentários (11)
Terça-feira, 20.04.10

Borboletas "à solta" ( butterfies go free)

 

 

 

Para  nós é óbvio que as borboletas andam à solta mas estas, poderá dizer-se que estão “em liberdade condicionada”. São belíssimas estas enormes borboletas tropicais: azuis, negras, laranja , riscadinhas ou alvas como a neve ( que como é óbvio nunca estiveram nos trópicos!) e que foram incubadas aqui no Jardim Botânico de Montreal.

Como podem constatar, as fotografias até não estão más embora as minhas fotografias sejam sempre feitas  em “click, cklack”…

O Jardim Botânico é enorme e, segundo os cartazes turísticos e alguns Pps que circulam na net, um dos melhores do Mundo. Porém, hoje ainda o não mostrava e só assim se compreende que a entrada fosse grátis. Segundo o que apurei a “saison” só vai de meados de Maio a fins de Outubro (a exposição das borboletas numa estufa à parte

 

 

 

As estufas não são nada de especial, nada que se compare com as do Kew Garden que abrigam enormes palmeiras e espécies da floresta equatorial. Estas são baixas e estreitas mas com grande variedade de espécies e com uma excelente informação, acessível à compreensão de qualquer leigo… e eu que sempre pensei que a canela era a casca de uma árvore verifiquei sim que não é de uma árvore mas sim de um pequeno arbusto semelhante ao do chá!  E o cravinho da Índia que eu pensava ser de planta rasteira é proveniente de um arbusto tipo arvore da pimenta… e como estas muitas mais curiosidades do fabuloso mundo das plantas.

Já me esquecia de dizer que fui e vim  a pé o que significa 2 x 6.270 !

 

 Como o meu pedómetro dizia ter gasto 773 calorias resolvi oferecer-me um café e um muffin ( $4.57)!

publicado por naterradosplatanos às 23:14 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 19.04.10

“bica” vs café (Fr), coffee

 

 

Todos os que viajamos além fronteiras e somos dos que pelo menos consumimos um ou dois cafés por dia, nos deparamos com o dilema: ou não bebermos ou então bebermos um “balde” de uma coisa escura e que até, na maior parte das vezes, tem excelente sabor. Mas então? …simplesmente porém não há café algum que chegue à nossa “bica” até  mesmo o idolatrado “café solo” italiano!

Estamos por aqui há dez dias e claro o viciozinho está cá… consequentemente andamos investigando as redondezas à procura da dita e até à data nada!

 O melhor que encontramos vai documentado na fotografia que se junta e chegou-nos à mesa depois de, olhando para a  lista  do que lá servem termos escolhido : “ espresso solo petit” 

 $ 1.85  ( 1€ =  $ 0.73 canadianos)

Incluo a fotografia de uma verdadeira “bica” ( a qual quero dar relevância e daí o tamanho da fotografia) para fazerem a comparação, se não do gosto mas pelo menos do aspecto.  1*

 

publicado por naterradosplatanos às 21:10 | link do post | comentar | ver comentários (12)
Domingo, 18.04.10

Post especialmente para a Susana

 

 

 

 

Quem tiver lido o comentário da minha sobrinha Susana ao meu post “varinha mágica” logo compreenderá o porquê da fotografia que se junta. Vão lá, leiam-no e tenho a certeza que pelo menos sorriem… (ficou um pouco tremida mas dá para ver).

 

 

publicado por naterradosplatanos às 19:44 | link do post | comentar | ver comentários (3)

mais sobre mim

Abril 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
26
27
28
30

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO