Fui à Manifestação Anti-capitalista do 1ª de Maio!

 

 

  

 

 

 

Mais uma coisa que eu certamente não faria aí na nossa terra: ir a uma manifestação promovida por um qualquer partido! Não gosto de multidões, tenho uma certa fobia de me ver envolvida por milhares de pessoas, nunca me veria num concerto num estádio, num jogo de futebol e também numa manifestação política.

 

Então como é que ontem fui a uma, perguntarão? Simplesmente aquilo de manifestação no sentido verdadeiro da palavra não tinha nada e eu sabia-o de antemão e queria documenta-la… Assim à hora anunciada, 15.00, lá fui eu até à Berry Square onde me deparo-me com mais polícias do que manifestantes, polícias a cavalo, polícias em bicicletas e polícias a pé mas bem apetrechados! Porém, conforme o tempo ia passando, apareceram mais manifestantes e embora eu não tenha prática destas contagens, pareceram-me poucas centenas...

 Bandeiras vermelhas e pretas, faixas com dizeres anti-capitalistas como mandava a situação! E quem eram os manifestantes, ou melhor quem pareciam ser? Poucos tinham ar de trabalhadores, a maioria nunca deve ter trabalhado a ver pela idade que aparentavam… deviam ser produto de uma “geração rasca” que os antecede e que lhes permitiu tatuarem-se, colocar uma data de piercings, pintarem e cortarem os cabelos de formas bizarras! 

Quem verdadeiramente trabalha não tem tempo para essas fantasias! Se estes são “uma geração à rasca” isso eu já não sei, tudo depende de quem lhe permite aquelas fantasias pois trabalho por aqui não deve faltar a ver pela data de imigrantes que estão trabalhando por todo o lado…

 

Aqui vão algumas fotografias que mostram o que acabo de vos contar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 15:24 | link do post | comentar