Mil, mil desculpas…

Sim, mil desculpas por ter sido tão convincente! Pois a boca de incêndio roxa era uma mentira do dia 1 de Abril!

 

Desculpas à Patrícia, à Lena, à Cátia, à Fátima, à Mª Cândida, à minha mãe e ao Jorge que ao contrário do que eu tanto temia não deu por ela! Sim, Jorge, tu que és um excelente fotógrafo não é que caíste? Estava com imenso medo que desses por ela embora sempre pensando que se descobrisses não irias dizer nada.

Pois a boca de incêndio era vermelha, vermelhinha e foi com as instruções que no último verão a minha neta Raquel me deu (e que cuidadosamente anotei) que me permitiram a brincadeira!! Andei bem duas semanas a pensar na mentira que havia de publicar até que um dia destes esbarrei com uma delas e zás, veio-me a ideia! Com as instruções da R. lá consegui aquele belo exemplar roxo!

 

Enquanto preparava a brincadeira a minha memória recuou muitos anos a trás e lembrei-me da brincadeira que o meu pai também uma vez nos fez. Não sei que idade teria, mas devia ser pouca… lembra-me de o meu pai entrar em casa com um embrulho cuja forma e tamanho era aproximadamente a de um bolo inglês e disse que era para abrir depois de jantar. O jantar certamente foi mais rápido do que o de costume e então o meu pai pede para a minha mãe lhe dar uma faca de cozinha…nas nossas cabeças estava lá dentro um bolo que ia ser cortado e, imaginem a nossa desilusão quando do embrulho saiu uma pedra de amolar facas!!

 

Depois, muitos anos depois e lembrando-me desta partida resolvi fazer uma versão não menos “cruel” do que esta aos meus filhos… “ hoje temos de sobremesa mousse de chocolate, tratem de se despachar!” A refeição também acabou rapidamente e ainda hoje estou a ver a cara desiludida dos meus três filhos quando disse que era uma mentira do 1º de Abril!! Mas a desilusão foi atenuada por um ou dois quadradinhos de chocolate que havia lá em casa!

 

Voltando aos meus concorrentes. Para me penhorar da maldade, e como afinal foram todos ganhadores, lá terão o frasquinho de doce de abóbora com noz, e desta vez mesmo de verdade!

 

Mas digam lá, saí-me bem, não saí?

 

Vejam-na mais uma vez, linda assim vestida de roxo!

 

 

publicado por naterradosplatanos às 00:15 | link do post | comentar