Nuit Blanche, leia-se Noite em Branco

 

 

http://www.montrealgazette.com/soundslides/nuitblanche02262011/story.html?id=4355463 

 

 

De há oito anos para cá a Nuit Blanche é um dos acontecimentos culturais dos mais importantes de Montreal  destinados ao “povo” pois , entreas dezenas de espectáculos para todos os gosto e as visitas ao património cultural, cet tout gratuit!

 Este tipo de actividade cultural começou em Paris e hoje em dia acontece em muitas cidades : Madrid, Bucarest, Toronto; Tel-Aviv, Napoli, La Valleta, Toquio; NY … e pelos vistos sempre com sucesso.

A Nuit Blanche dura desde o entardecer de uma 6ªfeira até às 5, 6h da madrugada do dia  seguinte! Desde os escorregas de gelo, à Roda Gigante, passando pelos museus, teatros alternativos ou não, concertos nas igrejas, workshops de cozinha, ateliers variados, onde mostrar as tuas capacidades ou até aprender coisas tão insólitas como fazeres pompons, há de tudo!

 

 Este ano, segundo o que foi dito, eram 170 actividades diferentes divididas por três grandes áreas com transportes gratuitos entre elas!

Vejamos o que nós, que não somos noctívagos  aproveitamos.

Como sabem nós moramos aqui ao no coração do Quartier des Espectacles e bem junto à Place des Artes onde está a principal Sala de espectáculos de Montreal e o Museu de Arte Contemporânea.

Como achei que era um bom assunto para o meu blog decidi há algum tempo que iria, mas acreditem, a companhia foi difícil de convencer! Programa  pouco ambicioso: ir à Praça ver os balões luminosos que iam mudando de cor ao som da música, a banda que lá tocava e aproveitar para ir ao Museu de Arte Contemporânea.

Apesar dos -10 graus a praça estava à  cunha e caminhava-se aos encontrões… para o Museu havia uma bicha de muitos metros! Porém lá consegui convencer a minha companhia que a entrada não demoraria muito pois não me parecia que aquele “povo” fosse admirador do “Rei Nu”!

Entrados entre uma multidão que se acotovelava lá fomos “passing by” sala após sala! Desculpem a expressão inglesa mas não encontro outra que expresse tão bem aquelas pequenas multidões passando sem parar em frente ao “Rei Nu”!

Em todas as salas, além do vigilante havia sempre uma menina que se esforçava a todo o custo por arrebanhar meia dúzia de visitantes e mostrar-lhe como” o Rei ia todo vestido de veludo e de brocados”…mas em vão! E assim as pequenas multidões que saiam davam lugar a outras que entravam e assim deve ter sido até de madrugada!

 

Mais não vimos… a temperatura continuava a baixar e caiam os primeiros farrapos de neve que durou toda a noite e assim para todos, participantes ou não, foi mesmo uma NUIT BLANCHE

 

 

 

C

publicado por naterradosplatanos às 23:48 | link do post | comentar