­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­How to combat road salt

 

 

 

 

Era este hoje o titulo de um artigo, do Glob and Mail, que tenta dar alguns conselhos aos que permanentemente, pelo menos durante três meses, têm que se confrontar com esta papa que enlameia as ruas da cidade. O artigo está estruturado em três partes: dores nas patas; manchas nos sapatos; danos nas plantas.

Lido o artigo fiquei a perceber porque todo o cãozinho que tenha um dono atento usa botas!

O sal é a forma mais barata de derreter o gelo e por isso quem tem que cuidar das finanças da cidade não tem outra preocupação senão fazer o serviço da forma mais barata mas igualmente a mais danosa.

 Diz o artigo: imaginem o que será ter sal moído entre os dedos húmidos? Feridas já existentes agravam-se e o cão sofre realmente. E eu que julgava que era vaidade dos donos! O artigo continua dando conselhos como seja, lavar e secar criteriosamente as patinhas depois do passeio ou, sugerindo também alternativas para quem comprar dois pares de botas caninas se torne dispendioso : usem balões nos de patas pequenas ou no caso dos de patas grandes, uma boa dose de pomada! Como hoje tudo se pode comprar pela internet fui dar uma espreitadela, não imaginam a variedade dos que lá encontrei, tudo a quatro, claro está!

 

Manchas nos sapatos?  Duas partes de água morna e uma de vinagre mais uma esponja macia, deixar secar e engraxar…quando for preciso voltar a repetir!!!

 

Danos nas plantas? Esperar pela primavera para agir!

 

 

publicado por naterradosplatanos às 15:04 | link do post | comentar