New York, New York ! (I)

 

 

        

Há primeira vista deve parecer muito romântico passar o Natal em Nova York, mas nada disso, a confusão das ruas é sempre tanta que não dá para se sentir um ambiente especial…Nova York é sempre assim, um formigueiro de gente que nunca para, muitos que, tal como nós eram turistas, estavam igualmente apressados para poderem chegar a todo o lado: não deixar escapar o Rockfeller Center com o seu ring de patinagem e a mítica Arvore de Natal gigante (que segundo se diz é oferecida anualmente pela Noruega), subir ao Empire State Building, atravessar a Brookling Bridge, espreitar o Central Park, passar em frente da casa que o ex-Beatle John Lenon  e mais, muito mais…

 

Em 1994 estivemos lá pela primeira vez, lembro-me que no Natal anterior os nossos filhos nos tinham oferecido o livro do Fernando Namora “Cavalgada Cinzenta” em que ele descreve o pulsar da cidade e essa sensação esmagadora que eu na altura também senti:

 

…esta descomunal floresta petrificada, estas arribas de cimento, talhadas a pique sobre rios humanos, que tanto se enchem como se esvaziam… os ares de nova iorque, mãe, são uma neblina de bafos, poeiras dentro de poeiras, fumos a engrossarem outros fumos, um suor sulfuroso, digamos assim, que parece resultar da condensação do hálito das ruas, a escapar-se estranhamente de buracos que não se vêem…

 

 escreve ele isto, mas que eu,, ao contrário de então, não senti! Agora já não existem esses fumos que então saíam do chão, os arranha-céus já não me impressionaram, muito menos as lojas chiques da 5º Avenida, nem a imensidão da China Town, tão pouco o Central Parque que comparado com o Mont Royal daqui não é mais que uma horta mal cuidada! Já na altura, em que tudo me pareceu grandioso me lembra de ter achado o Metro algo de horrível, escuro, sujo, umas catacumbas perigosas (talvez influenciada pelo livro do FN). Agora continua sujo, escuro, barulhento, com arranques e travagens de tal forma bruscas que põem em perigo qualquer um que vá descuidado com os seus pensamentos…

 

As minhas impressões de NY não ficam por aqui mas, como acho que um post longo desmotivaria quem me lê, continuo depois... 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 19:53 | link do post | comentar