Nas minhas "sete quintas"

 

 

 

       

  

 

 Ontem domingo Portalegre recebeu-nos com sol, um sol de inverno mas de qualquer das  formas bom para uma primeira volta nas minhas “sete quintas”. Eu explico para quem possa estar confuso com este nome que como vêem teve honras de ficar gravado um azulejo.

 Quando viemos para esta casa, na realidade só tínhamos jardim embora nele eu tivesse plantado uma laranjeira, um limoeiro, um  diospireiro, uma romãzeira e uma ameixeira, pois para mais não dava…Mais tarde consegui comprar um bocado do olival que ficava por de trás e daí fazer o meu pomar e a minha horta. Nessa altura os filhos estavam todos na Escola e como tal os fins-de-semana estavam muitas vezes comprometidos, mas os estudos eram deles e a diversão minha! Fins de semana sobre fins de semana gastos a transformar a terra endurecida  do olival em algo onde pudessem crescer morangos, abóboras, espinafres…

 Num desses dias, em que eu entrava na horta logo pela manhã e dela saía já ao anoitecer, tirando um rápido almoço a  Patrícia chegou ao portão que dava para baixo e diz-me : oh mamã, estás mesmo nas tuas “sete quintas”! 

Agora que tenho aprendido alguma coisa de novo nas minhas aulas de conversação em inglês (leia-se,”americano”) acho que eles diriam you are on the top of the world ! E era verdade.

publicado por naterradosplatanos às 15:30 | link do post | comentar