Hoje a D. Cecília fez 91 anos!

 

      

 

Quem me lê desde o início talvez se lembre da D. Cecília, aquela portuguesa que vive no Canadá há 25 anos, aquela que encontrei na Padaria Portuguesa e que me disse que “por via da nora” há 16 anos que não falava como o filho! Aquela que veio em bons tempos para o Canadá e que embora nunca tenha descontado aqui um cêntimo recebe uma pensão de 1060 dólares… o mesmo Canadá que agora põe enormes dificuldades à imigração, que dificilmente concedende licenças para permanecer e que passa por um crivo bem fino  os pedidos de naturalização.

 

 São os novos tempos e cada um defende o seu “quintal” como pode!

 

Há coisa de um mês na Padaria Portuguesa, soube que a D. Cecília estava internada por ter tido um ataque cardíaco... inteirei-me do hospital onde estava  e fui vê-la. O episódio já tinha sido há uns 15 dias e por isso estava já em convalescença. O Hospital "Hotel De Dieux” é um velho hospital (como os nossos antigos hospitais da Misericórdia) que por isso tem o seu fecho, segundo li no jornal, anunciado para 2014. Como tal, está muito velhinho e inclusivamente a roupa de cama está tão delida que já o colchão se via através do lençol - mas tudo muito limpo! 

Já me esquecia de dizer que pelo menos naquele hospital as enfermaria são mistas, homens e mulheres coabitam o mesmo espaço… se formos a pensar na necessidade de optimizar os recursos até faz algum sentido. Do hospital a D.Cecília foi para uma casa de Recuperação onde também a fui ver, agora estava optimamente instalada, quarto e casa de banho privativos…

 

Hoje, que sabia fazer 91 anos, logo de manhã rumei à Pastelaria Portuguesa para ter notícias do seu paradeiro e lhe poder ir dar os parabéns. Entro na padaria e, eis se não quando, a vejo lá no cantinho onde a vi pela primeira vez! Está óptima na sua permanente boa disposição e segredou-me que se tente muito feliz, por mais uma vez ter constatado quantas amigas ela tem!

 

Realmente longe da Pátria os amigos devem ser um grande apoio e assim se compreende que as comunidades sejam tão coesas.

 

publicado por naterradosplatanos às 21:16 | link do post | comentar