Aqui como aí!

Hoje, quando  saía para o meu passeio diário pensei que se não encontrasse assunto para o post de hoje teria que recorrer ao meu “ arquivo de ideias”. Este meu arquivo está na minha agenda  pois quando  me surgem as ideias, é lá que as assento e aí ficam como recurso para os dias que não encontro nada de novo… mas afinal hoje não foi preciso.

 

Ia eu a meio da Rue Saint Denis  quando me deparo com uma manifestação de homens e mulheres todos vestidos com T-shirt vermelha e para fazerem barulho, como é próprio da maioria das manifestações ( já perceberão porque digo maioria) traziam uns bastonetes ( à maneira dos pauliteiros) de plástico branco, insuflado que batidos uns nos outros fazem um barulho ensurdecedor mas que não ferem ninguém… (tipo martelinho do S.João do Porto)

Prestando atenção percebi que era uma manifestação de polícias, embora nenhum estivesse fardado. As palavras de ordem são sempre as mesmas e no mesmo tom: “Ecouté  Monsieur le Maire…ecouté…. E o que reclamavam eles? De uma maneira mais ou menos encapotada…melhores salários responsabilizando o Maire pelo  sub-financiamento  da Polícia. E aí vão eles rua abaixo, camião de som à frente, carro da polícia a trás…

 

Continuando o meu passeio  em direcção à Old Town lá fui andando e pensando se isto seria suficiente para hoje escrever.

 

 Por norma eu nunca volto para casa pelo caminho que fui e assim sendo votei na rua à direita andei mais uns quarteirões via St Catherine  para depois subir na Bleury . Exactamente no passeio de um dos mais sofisticados armazéns de Montreal, no estilo do Selfridge  de Londres, (embora muito mais pequeno) estava uma manifestação silenciosa, de gente nova, aprumada, vestindo uma bata azul e máscara hospitalar. Eram os alunos de medicina das universidades daqui e nas batas escrito, numas em francês outros em inglês, o seguinte : eu sou um dos dois milhões de quebecanos que não têm médico de família ou então, sabia que dois milhões de quebecanos não têm médico de família?  Silenciosos e aprumados, mesmo a jeito de lhes tirar o retrato... também aqui há número clausus e falta de médicos!

 

Como vêm, e esta é a 3ª manifestação a que assisto, nada é diferente, aqui como aí as reclamações são exactamente as mesmas. Estes, com razão ou sem razão? Não consigo entendar...

 

 

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 00:42 | link do post | comentar