Álvaro Fagundes, alguém ouviu falar?

 

 

As leitoras da minha idade certamente se lembram de nos nossos livros de Português haver textos referentes à saga dos  portugueses nos mares da  Terra Nova. Eu recordo perfeitamente uma gravura que, num desses livros, nos mostrava um dóri num mar revolto cheio de nevoeiro ( aqui, dizem as informações meteorológicas que há em média 120 dias de nevoeiro por ano).

O dóri era um pequeno barco que levava  apenas um único pescador que pescava o bacalhau à linha (podem ver uma réplica numa das fotografias que tirei no restaurante em que almoçamos  e onde  faziam parte da decoração).

 

Porém  muito antes destes portugueses, chegou aqui um, de seu nome de nome  Álvaro Fagundes (1520)* que hoje está lembrado num pequeno memorial  logo à entrada do waterfront walk que se estende ao longo de toda a parte baixa de  Halifax, e onde é designado por explorador português.

 Agora, apesar das 8 a 10h de viagem chegamos a estas terras com que por um estalar dos dedos , mas nessa altura as coisas eram bem diferentes e só o espírito aventureiro nos faz compreender que tenha cá chegado, tal como outros mesmo que não nomeados.

 

 

*João Álvares Fagundes (1460-1522) navegador português  e armador em  Viana do Castelo a quem se deve o reconhecimento de parte das costas do nordeste americano, naquelas que são hoje as províncias marítimas canadianas da Nova Escócia e da Terra Nova e Labrador. (Google)

 

 

 

publicado por naterradosplatanos às 22:59 | link do post | comentar